Menu fechado

Multas graves – A lista definitiva – Parte 05

Vamos começar a quinta parte do guia definitivo de multas graves

Artigo: 230, inciso XI. Infração: conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Alguns motoristas gostam de alterar algumas peças dos seus veículos, buscando assim uma potência maior, ou mesmo por questão de estética. Muitos gostam de alterar os escapamentos do seu veículo, principalmente no caso de motos e de carros.

Mas é importante que todos os motoristas percebam que os escapamentos e silenciadores são na verdade equipamentos de segurança, que fazem uma limpeza dos gases quando saem do motor do veículo, e que também ajudam a diminuir o som que é gerado pelo funcionamento do motor.

Apenas um pequeno furo no escapamento, na marmita e no silenciador pode gerar um barulho muito alto, que chama sim a atenção de todos que estão por perto, mas não de uma maneira positiva.

É importante citar que todo o sistema de descarga de fumaça foi desenvolvido para ter um som mais baixo e uma menor descarga de poluentes no meio ambiente. Quando se altera qualquer peça desse sistema, é importante que o equipamento colocado no lugar tenha uma eficiência igual ou pelo menos maior do que a peça original, mantendo assim o meio ambiente mais protegido, e poupando os ouvidos das pessoas que estão ao redor.

Artigo: 230, inciso XII. Infração: conduzir o veículo com equipamento ou acessório proibido. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Muitas pessoas consideram que os carros alterados são os mais bonitos. De fato, existem carros que sempre despertam a atenção por onde passam, sejam por suas cores, acessórios ou mesmo estilo.

Porém, muitos equipamentos são proibidos de serem instalados nos carros e também em veículos maiores, como caminhões. Alguns desses equipamentos que são proibidos, mas que muitas pessoas insistem em colocar em seus veículos incluem os faróis de xênon ou led não originais, que por serem bem mais fortes que os originais, podem atrapalhar a visão dos carros que estão na direção contrária.

Alguns caminhoneiros colocam em seus veículos películas de proteção que são realmente escuras, o que impede a visualização das pessoas que estão dentro do veículo. Essa prática, apesar de ser proibida, também pode ser muito perigosa para os motoristas de caminhões.

Além disso, outros também costumam colocar painéis luminosos em seus veículos, com dizeres diversos. Importante citar que essa prática continua sendo proibida, pois pode roubar totalmente a atenção dos veículos que seguem por trás do veículo, criando assim um ambiente muito inseguro no transito.

Artigo: 230, inciso XIII. Infração: conduzir o veículo com o equipamento do sistema de iluminação e de sinalização alterados. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Os motoristas podem procurar alterar as luzes do veículo, para conseguirem chamar a atenção dos outros motoristas, ou mesmo dos pedestres próximos. Essa prática é proibida, pois ao alterar as luzes dos equipamentos, pode ser possível desviar a atenção dos outros motoristas.

E se tratando de cargas de caminhões, que possuem placas de sinalização, é muito importante que todas as placas estejam sempre visíveis e em ótimas condições de leitura. As placas de sinalização das cargas são importantíssimas ferramentas de segurança.

Artigo: 230, inciso XIV. Infração: conduzir o veículo com registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo viciado ou defeituoso, quando houver exigência desse aparelho. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Os equipamentos de registrador de velocidade, como os tacógrafos, são importantes meios de manter a velocidade sempre dentro dos limites de veículos que transportam muitas pessoas, e também de cargas perigosas.

Cabe aos motoristas terem a conscientização de que esses equipamentos são obrigatórios para manter um ambiente seguro no transito, e não apenas para usar de desculpa para a emissão de notas.

Houve um tempo em que muitos postos de manutenção desses equipamentos vendiam aparelhos que foram alterados, mas felizmente essa prática caiu em desuso há algum tempo, pois todos estão cada vez mais tendo a consciência que cabe a todos formar um ambiente seguro de transito.

Artigo: 230, inciso XV. Infração: conduzir o veículo com inscrições, adesivos, legendas e símbolos de caráter publicitário afixados ou pintados no pára-brisa e em toda a extensão da parte traseira do veículo. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Principalmente em épocas de final de ano e também campanhas de eleição, é muito comum avistarmos nas ruas carros com o para-brisa pintado com alguma super promoção de final de ano ou mesmo a propaganda de algum candidato.

Mas é importante citar que os para-brisas são importantes para evitar qualquer colisão com objetos e outros veículos que estão na frente do veículo, por isso nada deve impedir a visualização plena dos motoristas.

E se tratando dos vidros localizados na parte traseira do veículo, a visualização de toda sua extensão é ainda mais importante para os veículos que estão em estradas, pois podem permitir a correta imagem dos veículos que estão atrás em uma rodovia.

Seja por motivo de publicidade ou mesmo para ajudar na campanha de um candidato, nunca se deve escrever ou mesmo pintar nessas importantes partes dos veículos.

Artigo: 230, inciso XVI. Infração: conduzir o veículo com vidros total ou parcialmente cobertos por películas refletivas ou não, painéis decorativos ou pinturas. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Mais uma vez, uma prática que pode parecer muito comum para quem não conhece, mas que pode comprometer toda a segurança de um veículo. Ao comprometer a visualização dos vidros do veículo, como retrovisores internos e externos, é possível a criação de muitos pontos cego para o motorista.

Muitos motoristas também colocam películas de proteção, como insufilm, para deixar os carros mais estilo, porém essa prática pode dificultar a visualização dos guardas de transito, atrapalhando assim qualquer pedido de parada.

Painéis decorativos e pinturas não devem ser usados por motoristas, pois atrapalham a concentração dos outros motoristas, e também podem atrapalhar a identificação dos radares e dos guardas rodoviários.

  Artigo: 230, inciso XVII. Infração: conduzir o veículo com cortinas ou persianas fechadas, não autorizadas pela legislação. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Muitos pais sempre procuram colocar em seus veículos cortinas e persianas fechadas, para proteger seus filhos dos raios solares, que podem realmente causar muitos ferimentos as crianças.

Porém, é importante que os pais recorram sempre a equipamentos que passaram por todos os testes de segurança, para assim criar um ambiente totalmente seguro para os pequenos. Equipamentos que não foram testados podem não proteger devidamente as crianças, e ainda podem soltar pequenas peças que podem ser engolidas, causando assim muita insegurança.

Artigo: 230, inciso XVIII. Infração: conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no artigo 104. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Sempre vimos muitos carros nas estradas e nas ruas sem as mínimas condições de trafegar. Seja por serem muito antigos ou estarem precisando de uma manutenção e troca de peças urgente, esses carros causam um verdadeiro problema para todos os outros motoristas que passam por perto.

Sabemos que muitas vezes esse carro é o único meio de transporte de muitas famílias, mas é importante citar que ao se arriscar a colocar esses carros no transito, os ocupantes também se colocam em perigo.

Conservar bem um veículo é uma das principais formas de manter a segurança no trânsito, criando assim um ambiente seguro para todos. Em especial, deve-se sempre ter um cuidado extra com peças que podem acabar se soltando durante as viagens, que podem levar a muitas situações de perigo dos motoristas que vem atrás.

A avaliação de segurança é muito importante para garantir um ambiente seguro no transito. Principalmente veículos que transportam pessoas diariamente, como os ônibus, e também veículos de carga que transportam equipamentos e cargas inflamáveis, como a gasolina, devem sempre passar e serem aprovados nos testes de segurança.

Esses veículos maiores, por possuírem muito mais capacidade do que os carros de passeio, também são obrigados a passar por testes que fazem a análise dos poluentes que saem dos escapamentos, que podem comprometer muito o meio ambiente.

Caso os veículos sejam reprovados nesses testes, eles devem procurar formas legais de resolver esses problemas, para assim evitar multas pesadas, que muitas vezes custam mais do que a manutenção correta.

Artigo: 230, inciso XIX. Infração: conduzir o veículo sem acionar o limpador de pára-brisa sob chuva. Medida administrativa: retenção do veículo para regularização.

Esse é um daqueles casos que parece que não acontecem na vida real, mas muitos motoristas não gostam de acionar os para-brisas, mesmo durante as chuvas. Essa atitude impede a visualização correta da estrada, o que pode levar a muitos acidentes.

Artigo: 230, inciso XX. Infração: conduzir o veículo sem portar a autorização para condução de escolares, na forma estabelecida no artigo 136.

Principalmente nas grandes cidades, é muito grande o tráfego de vans escolares, principalmente nos momentos de entrada e saída de alunos. Muitas pessoas trabalham nesse importante segmento do transporte, com vans e também com ônibus.

Mas por se tratar de uma atividade comercial muito especial, é preciso que os motoristas tenham uma autorização especial para o transporte de passageiros, que são em grande maioria as crianças.

Para essa autorização, os motoristas devem passar por um rigoroso treinamento especial, onde se aprendem muitas técnicas de segurança, e também simula muitas situações de acidentes, que podem ter menor gravidade quando um motorista que passou pelo treinamento esta presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *