Menu fechado

Quais são as infrações de trânsito mais comuns

A via é um espaço público partilhado e enquadrado por regras de trânsito que visam garantir a segurança de todos os outros usuários.

A segurança rodoviária deve ser o ponto comum entre os diferentes usuários da estrada.

Dirigir seu veículo significa se locomover certificando-se de respeitar o código de trânsito brasileiro. Ao conduzir, é preciso saber antecipar: olhar longe e estar atento ao ambiente que o rodeia!

O código de trânsito brasileiro rege, em particular, as prioridades nos cruzamentos, ultrapassagens, distâncias de segurança, paragens ou estacionamento, mudança de faixa e utilização obrigatória do pisca-pisca, em relação à sinalização horizontal e vertical.

O código de trânsito brasileiro, então, prevê penalidades para o não cumprimento das regras de trânsito. Cada infração corresponde a uma multa (ou contravenção). O valor da multa é proporcional à gravidade da infração. A perda de pontos na carteira de habilitação pode acompanhar o aviso de violação.

Vamos agora conhecer quais as infrações de trânsito mais comuns, e também suas penalidades.

Infrações cometidas mais comuns no trânsito brasileiro

Violações em cruzamentos

Um cruzamento é um local de passagem de nível entre duas ou mais faixas de rodagem. A regra prática é reduzir a velocidade nos cruzamentos, mesmo que o motorista tenha prioridade, e tentar adivinhar a reação dos outros.

Não parar em um cruzamento, quando não é sua prioridade, gera uma multa de R$ 293,47, além da perda de sete pontos na carteira de habilitação.

O não cumprimento de uma parada de luz vermelha

O sinal vermelho é a primeira regra do código de rodovias que conhecemos desde a infância. Verde: passamos, vermelho: paramos!

O desrespeito ao sinal vermelho é punido com multa de sete pontos, e também uma multa de R$ 293,47.

Ao nos aproximarmos de um semáforo, mesmo que esteja verde, temos que diminuir a velocidade. Você deve avisar os seguintes veículos ligando as luzes de freio.

Mesmo que o semáforo esteja verde, tenha cuidado nos cruzamentos, observe os retrovisores e ajuste o ritmo para poder reagir a tempo em caso de obstáculo.

Falha em respeitar a passagem de veículos prioritários

A prioridade foi projetada para a segurança de seus passageiros. Com ou sem sinalização quando houver um cruzamento, você deve deixar a prioridade de passagem.

É obrigatório dar prioridade a determinados veículos quando seus dispositivos de aviso sonoro e luminoso são ativados, como por exemplo:

  • Carros de polícia.
  • Veículos de bombeiros.
  • Samu.
  • Transporte de detidos.
  • Os veículos da polícia.
  • Veículos alfandegários.

Você também deve dar passagem aos seguintes veículos:

  • Para ambulâncias particulares.
  • Médicos de plantão.
  • Transporte de órgãos.
  • Veículos de intervenção a gás e eletricidade.

Não facilitar a passagem desses veículos gera uma multa de R$ 191,54, além de anotar sete pontos na carteira de motorista.

Andar na contra mão

Dirigir em uma rua de mão única é proibido pelo código da rodovia, uma placa de proibição de trânsito anuncia a proibição de dirigir nessa via.

O incumprimento da orientação proibida é punido com multa de R$293,47 e a anotação de 4 pontos da carta de motorista.

O retrocesso em uma via de mão única também é proibido e está sujeito às mesmas penalidades que uma caminhada normal.

Não respeitar a placa Pare

Ao contrário do sinal de siga, a placa de PARE força você a parar. Você deve, portanto, parar na linha branca para se certificar de que nenhum veículo possa correr o risco de causar um acidente.

O incumprimento da placa PARE é punido com multa de r$ 293,47 e perda de sete pontos da carta de condução.

Não respeitar a prioridade de pedestres

Os pedestres são os usuários mais vulneráveis ​​na estrada. Em 2015, 468 pedestres foram mortos, os idosos são os mais preocupados com 229 mortes, ou 49% da mortalidade de pedestres.

O incumprimento da prioridade do pedestre é punido com multa de R$ 293,47 e retirada de 7 pontos da carta de condução.

Antes de uma travessia de pedestres, tenha cuidado, diminua a velocidade e observe a estrada com atenção para que você possa reagir rapidamente se um pedestre chegar.

Os pedestres também têm obrigações, eles devem usar uma passagem para pedestres se esta estiver localizada a menos de 50 metros do local de passagem.

Infrações dentro do veículo – Estas regras têm como objetivo garantir a nossa segurança, a dos passageiros e demais usuários das estradas.

Não usar cinto de segurança

O cinto de segurança é obrigatório para todos os passageiros do veículo.

A não utilização do cinto de segurança é punida com uma multa R$ 195,23 e mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação

No que diz respeito aos passageiros menores do veículo, o condutor é responsável pela sua segurança, pelo que deve verificar antes de partir se os passageiros colocaram corretamente os cintos de segurança e também outros mecanismos de segurança, como cadeirinhas e almofadas de elevação.

Falar ao telefone enquanto dirige

O telefone multiplica por 23 o risco de acidente, o código de trânsito proíbe assim o seu uso durante a condução e mesmo que esteja na mão.

A utilização do celular durante a condução, dos fones bluetooth e dos auscultadores é punível com uma multa de R$ 300,00 e aplicação de 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Em 2015, foram retirados mais de 956 mil pontos por conta do uso do telefone celular durante a condução.

Os veículos de duas rodas estão entre os usuários vulneráveis ​​na estrada. Portanto, é essencial ter o equipamento certo em uma motocicleta para evitar ferimentos em caso de acidente ou queda.

Não usar o capacete

O uso de capacete é obrigatório para motocicletas, patinetes, quadriciclos motorizados ou ciclomotores em circulação. O objetivo do capacete é prevenir lesões internas e externas na cabeça. É melhor usar um capacete integral que proteja a mandíbula e o rosto em caso de queda.

A omissão de capacete é punida com multa de R$ 293,47, sete pontos na CNH, e suspensão da CNH. A multa aplica-se também aos passageiros que também devam usar capacete.

Tal como o cinto de segurança, o condutor é responsável pelos passageiros menores, pelo que os adultos terão de pagar multa em caso de violação.

Mal comportamento dos motoristas em relação a outros usuários da estrada

A via é um espaço compartilhado que reúne diversos usuários da via: motoristas, pedestres, duas rodas, ciclistas.

O objetivo das regras de trânsito é garantir a segurança de todos os usuários das vias e, assim, facilitar a convivência entre eles.

Não respeitar as distâncias de segurança

A distância de segurança corresponde à distância que devemos deixar entre o veículo traseiro e dianteiro quando parado e em circulação.

Esta distância permite ao condutor agir em caso de perigo. O código da estrada impõe uma distância de segurança de 2 segundos.

O incumprimento das distâncias de segurança é punido com multa de R$ 127,69 e soma 5 pontos na carteira de habilitação

Ao pensar em realizar uma ultrapassagem, considere os seguintes pontos:

Antes de ultrapassar, todos os condutores devem certificar-se de que o podem fazer sem perigo.

Ele só pode comprometer-se a ultrapassar um veículo se:

  • Tem a possibilidade de retomar o seu lugar no fluxo normal do trânsito sem o atrapalhar;
  • A velocidade relativa dos dois veículos permitirá a ultrapassagem em um tempo suficientemente curto.
  • Ele não está a ponto de ser ultrapassado.

Ele também deve alertar o usuário que deseja passar sua intenção.

Para passar, ele deve se mover o suficiente para não correr o risco de atingir o usuário que deseja passar. Em qualquer caso, não deve se aproximar lateralmente a menos de um metro nas áreas edificadas e um metro e meio fora das áreas edificadas, no caso de um veículo de tração animal.

Passar sobre um cruzamento ou sobreposição de uma linha contínua

As linhas sólidas são intransponíveis, é uma parede que os motoristas não devem cruzar ou sobrepor. O cruzamento ocorre quando todas as rodas do veículo cruzam a linha branca.

O cruzamento da linha contínua é punido com a multa gravíssima, no valor de R$ 1.467,35.

A sobreposição de linha contínua é punida com a multa da quarta classe de 135 euros e com a retirada de um ponto da carta de condução.

Não acionar a luz de mudança de direção – seta

A luz intermitente é um dispositivo que permite a comunicação com outros condutores, avisa os outros utilizadores da sua intenção de virar à esquerda ou à direita.

Não informar a mudança com a seta gera uma multa de R$ 195,23 e cinco pontos na habilitação.

Dirigir em uma pista de ônibus

A faixa de ônibus é reservada ao tráfego de transporte público, portanto, você deve facilitar seu movimento e não invadir sua faixa.

Dirigir na faixa de ônibus é punido gera uma multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Inadimplência de pagamento de pedágios

O pagamento de qualquer pedágio é obrigatório. Essa infração é considerada grave, gera multa de R$ 195,23 e acumula 5 pontos da CNH do conduto

Estacionar em local proibido

É proibido estacionar em um local que dificulte a passagem dos outros veículos.  O estacionamento indevido é punido com multa de R$ 88,38 a R$ 293,47.

Qual é a diferença entre uma parada e um estacionamento?

Uma parada é caracterizada pela presença dentro do veículo do motorista que deve estar em condições de movimentar o veículo.

Um veículo é estacionado quando está parado na estrada e o motorista não está atrás do volante.

Excesso de velocidade

A velocidade influencia tanto a capacidade do motorista de se adaptar às situações encontradas, a gênese do acidente e a gravidade de suas lesões. A maioria dos acidentes fatais para ocupantes de veículos de passageiros ocorre em velocidades residuais (após a frenagem) entre 40 e 80 km / h.

O artigo 218 do CTB, em seu inciso I, prevê infração média para quem dirigir veículo com velocidade 20% superior à máxima permitida. Nesse caso, como a multa é de natureza média, o valor da multa é R$ 130,16. Também são computados quatro pontos na CNH do infrator

Bater e não prestar ajuda

Quando você é responsável por um acidente de trânsito, deve assumir a responsabilidade e ficar parado.

Bater e fugir é uma recusa séria em obedecer, que pode ter consequências muito maiores.

Quando você é responsável por um acidente que causa morte ou ferimentos graves, você cometeu um crime, portanto está sujeito a uma pena de prisão.

É considerada uma infração gravíssima e o valor dessa multa é R$ 1.467,35. Essa é uma multa gravíssima de 7 pontos e é auto suspensiva, ou seja, independentemente da pontuação ela gera a suspensão da CNH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *