Menu fechado

Transporte de mercadorias perigosas com segurança

Sejam agentes de limpeza, adesivos ou fogos de artifício: Qualquer pessoa que viaje com mercadorias perigosas no carro deve observar algumas regras.

No caso de não cumprimento, uma multa por transportar produtos perigosos pode chegar a R$ 5 mil reais.

Inflamável, corrosivo, tóxico ou mesmo explosivo: algumas substâncias podem ser muito perigosas aos outros usuários da estrada. Portanto, é necessário cuidado especial ao transportar mercadorias perigosas em particular. Para que os motoristas não coloquem em risco a si próprios, aos outros ou ao meio ambiente, eles devem observar os regulamentos sobre quantidades máximas e proteção da carga.

O que são mercadorias perigosas?

No contexto do tráfego rodoviário, refere-se a substâncias e objetos que representam um risco para as pessoas, o meio ambiente e a segurança pública durante o transporte. A maioria das pessoas sabe que isso inclui botijões de gás, latas de aerossol, combustíveis e fogos de artifício. Mas os objetos do cotidiano que parecem imperceptíveis à primeira vista também fazem parte dela.

Adesivos, tintas e solventes, bem como agentes de limpeza e pesticidas, são considerados produtos perigosos. Se você olhar mais de perto as instruções na embalagem após sua próxima compra na construção ou supermercado, poderá se surpreender.

O que torna as mercadorias perigosas?

No caso de manuseio incorreto ou acidentes, mercadorias perigosas apresentam riscos específicos. Por exemplo, pólvora negra em fogos de artifício e munições apresenta risco de explosão. O mesmo é verdade para certos vapores e gases. Substâncias altamente inflamáveis ​​podem iniciar e acelerar incêndios.

Estes incluem, por exemplo, solventes, gasolina, álcool ou fertilizantes. Por outro lado, substâncias corrosivas e tóxicas podem causar lesões graves ao contato. Líquidos ácidos ou alcalinos, certos agentes de limpeza, bem como baterias ou acumuladores danificados não são perigosos apenas para as pessoas.

O meio ambiente (animais, plantas, água) também é ameaçado de danos permanentes se vazar líquidos tóxicos em acidentes de trânsito envolvendo mercadorias perigosas.

Como reconhecer mercadorias perigosas.

As embalagens de substâncias sujeitas a notificação e certos itens são marcadas com sinais de advertência apropriados. Principalmente na forma de um quadrado na ponta. Isso mostra os perigos representados pelo respectivo produto.

Como você transporta mercadorias perigosas com segurança?

De acordo com os regulamentos de trânsito rodoviário a carga deve ser sempre fixada de forma a não escorregar, rolar para a frente e para trás, cair ou gerar ruídos evitáveis, mesmo em caso de travagem de emergência ou manobras evasivas. Caso contrário, os objetos no veículo podem se tornar projéteis perigosos. Caixas de papelão e caixas do tamanho certo, correias de amarração e protetores antiderrapantes ajudam a prevenir isso. No caso de mercadorias perigosas, você deve certificar-se de que estão devidamente embaladas antes de carregá-las. Tampas soltas, tampas protetoras ausentes ou caixas muito grandes são proibidos.

Nenhum tubo pode ser conectado a cilindros de gás, por exemplo. A fuga de vapores ou gases pode ser fatal. A ventilação regular é importante ao transportar esses materiais. Qualquer pessoa que transporta fogos de artifício ou munições deve evitar fumar e evitar chamas abertas.

Os particulares podem transportar mercadorias perigosas?

Basicamente sim. A proibição não se aplica a particulares, desde que esses bens se destinem ao uso próprio, lazer ou desporto e sejam embalados, arrumados e protegidos de forma a que o seu conteúdo não possa escapar.

Por exemplo, a quantidade máxima de 240 litros por carro aplica-se a líquidos inflamáveis, como a gasolina, divididos em recipientes com no máximo 60 litros cada. No entanto, quem transporta mais de 20 litros de cargas poluentes não pode circular em estradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *